Raw: O canibalismo psicológico de uma sociedade aterrorizante



Raw (Grave) é um dos filmes mais comentados atualmente na rede. A película dirigida por Julia Ducournau deve ser saboreada com cuidado pois a carne, apesar de bela, pode ser dura e podre.

O canibalismo é um dos poucos tabus que ainda não foram derrubados por nossa "revolucionária" sociedade e não por menos, quando algum crime envolvendo canibalismo é divulgado, o mesmo tem o poder de chocar. Lógico que no cinema não seria diferente.


O filme conta a história da jovem Justine que ao entrar na faculdade de medicina veterinária passa por um trote onde é convidada a consumir carne vermelha, mesmo sendo vegetariana. Até aí, tudo bem, todos os trotes são inúteis e imaturos...mas vai lá, a gente sempre quer se enturmar, não é mesmo?


O que acontece é que ao abrir a "porta" para o consumo de carne, Justine, é gradualmente transformada pelo ambiente e pessoas ao redor. Eu não posso afirmar as reais intenções da diretora/roteirista, mas o canibalismo da protagonista, pode ser encarado como um pano de fundo para uma transformação e adaptação psicológica. O encontro de Justine com o "mundo real", onde a jovem aprende que deve se alimentar da fraqueza do próximo, antes de servir de alimento para o sucesso do coleguinha...metaforicamente, é claro.

Se encarado dessa forma, o filme funciona que é uma beleza, principalmente pelo ritmo adotado pela diretora que foca justamente na construção de personagens e simbolismos típicos do cinema "arte", leia-se, cinema voltado para cinéfilos.


Mas se você encarar o filme como gênero terror, irá se decepcionar, principalmente se você busca sustos fáceis e sangue em profusão. Aqui você não encontrará jumpscare (aqueles efeitos sonoros que te assustam) e muito menos perseguições em ambientes escuros, ou até mesmo, uma garota ferozmente devorando um humano vivo...esqueça! O terror aqui habita no drama da personagem. Existem poucas cenas com gore, e o horror é sugestivo, apesar de bem real.

Vale destacar a belíssima atuação de Garance Marillier e a direção que está tecnicamente impecável.

Raw pode ou não causar indigestão, depende da sua fome!

Texto por: Marcelo L. Machado



Filme: Raw (Grave) - 2016
Direção: Julia Ducournau
Roteiro: Julia Ducournau
Elenco: Garance Marillier, Ella Rumpf, Rabah Nait Oufella








Comentários

Agregadores

Piadas Idiotas - São idiotas mas o faz rir GeraLinks - Agregador de links Uêba - Os Melhores Links

Postagens mais visitadas