abril 22, 2014

As histórias por trás dessas imagens são assustadoramente bizarras!


As fotos que você verá nessa postagem carregam histórias de assassinatos, fantasmas e desastres, logo após serem tiradas. As imagens são a porta de entrada para algumas tragédias que ficaram marcadas na história.




Classe Columbine High School em 1999. Verifique no canto superior esquerdo os alunos fingindo posição de tiro. Logo depois eles pegaram armas de verdade e deram inicio a um massacre que entrou para a história.


 Um político filipino tirou a foto da familía e sem que ele soubesse estava fotografando seu proprio assassino.


Jim Templeton estava em um pântano tirando fotos de sua filha, após revelar as fotos um astronauta foi encontrado na imagem. A Kodak investigou o caso e comprovou que a imagem não foi adulterada.


 A família Cooper estavam comemorando a compra da nova casa. Fotos foram tiradas, porém, ao revelar as imagens foi encontrado um corpo caindo do teto.


O serial killer Robert Ben Rhoades obrigava suas vítimas a vestirem um vestido preto e salto alto antes de mata-las.  Quem aparece na imagem é Regina Kay Walters que posteriormente foi morta pelo assassino.


 A imagem parece comum, mas não é! Quando Tyler, que estava dando uma festa em casa, tirou essa foto com o amigo (direita), ele não sabia que os pais estavam no quarto mortos. Eles foram assassinados pelo "amigo" da foto.



O carro vermelho ao lado deles era um carro-bomba que explodiu logo após a foto ser tirada. O fotógrafo morreu, mas o homem e a criança sobreviveram. Um total de 29 pessoas morreram na explosão.


 A foto mostra John Lennon dando um autógrafo para seu fã na saida de seu edifício. Mark David Chapman, o fã, esperou o retorno de Lennon ao apartamento e o assassinou.


Essa foto foi tirada após o desastre de Chernobyl. Muita pessoas morreram ao obter essa fotografia, que foi levada a um museu e isolada. A foto é chamada de "pé de elefante" e considerada amaldiçoada.


Após o ataque nuclear a Hiroshima fotos foram tiradas do local, nelas haviam sombras de pessoas no chão. Essas sombras marcam exatamente o lugar onde as pessoas estavam na hora do ataque, o chão ficou marcado pelos corpos que se desintegraram instantaneamente após a explosão.



Foto tirada em 1989 no jogo de futebol entre Liverpool e Nottingham Forest. O estádio estava com lotação máxima, na verdade, haviam bem mais torcedores do que a capacidade normal. As arquibancadas não aguentaram e os torcedores foram jogados na grade. Era praticamente impossível de se mover e respirar, resultando em 96 torcedores mortos por asfixia e pisoteamento, outras 700 pessoas ficaram feridas.


Uma menina que cresceu em um campo de concentração desenhou um retrato de  sua "casa", enquanto vivia em uma residência para crianças perturbadas. Polónia. 1948

2 comentários:

  1. Na foto do cara que matou os pais do amigo, a legenda está errada. Foi Tyler, o rapaz da direita na foto, que matou os próprios pais e depois deu uma festa (estando ainda os corpos dentro de um dos quartos da casa)

    ResponderExcluir